Aeronaves

Histórico

Em 1990, o governo brasileiro lançou o projeto SIPAM / SIVAM (Sistema de Proteção da Amazônia / Sistema de Vigilância da Amazônia). O SIPAM era constituído por um conjunto de radares, satélites e sistemas de sensoriamento remoto que, pela primeira vez, permitiria que todos os órgãos administrativos federais e estaduais que atuavam na região tivessem acesso a um banco de dados centralizado em Brasília. O SIVAM, a ser organizado pela Aeronáutica, atuaria juntamente ao SIPAM, com um conjunto de radares móveis, inclusive instalados em um avião capaz de cobrir os cinco milhões de quilômetros quadrados da Amazônia, até então totalmente desprovida de proteção de voo. Além de proporcionar segurança aos aviões e barcos, o sistema poderia monitorar operações de voos ilegais e combater o tráfico de drogas, os garimpos clandestinos e o contrabando de madeira.​

O consórcio liderado pela empresa americana Raytheon venceu a licitação dos projetos SIPAM/SIVAM em 1994. Em sua proposta, era prevista a compra de aeronaves fabricadas pela Embraer, o Tucano o ERJ 145. Os aviões, no entanto, deveriam ser adaptados às necessidades do projeto.​

A partir da plataforma do jato regional ERJ 145, foram desenvolvidas as aeronaves do sistema ISR (Sistema de Inteligência, Reconhecimento e Vigilância): o EMB 145 AEW&C (Airborne Early Warning and Control - Aeronave de Alerta Aéreo Antecipado e Controle) e o EMB 145 MULTI INTEL, anteriormente denominado como EMB 145 RS/AGS (aeronave de Sensoriamento Remoto / Vigilância Terrestre). Em 1999 foi feito o rollout da família ISR e o primeiro voo de suas aeronaves.​

O EMB 145 MULTI INTEL, desenvolve operações de vigilância do solo e sensoriamento remoto. É equipado com um scanner infravermelho, de modo que possa “varrer” a região amazônica, produzindo imagens com resolução muito maior que as feitas por satélites. O avião pode detectar aviões suspeitos com seus radares, e enviar informações para o Super Tucano, além de desenvolver missões cartográficas e apoiar pesquisas e análises de biomassa.​

Em julho de 2002 a FAB recebeu seu primeiro EMB 145 MULTI INTEL para o SIVAM.​

Ficha Técnica

  • Nome do Produto:EMB 145 MULTI INTEL
  • Código da Embraer:ISR
  • Nicho de Mercado:Mercado de Defesa
  • Início de Projeto: 
  • Lançamento: 
  • Primeira Venda: 
  • 1º Voo:1999
  • Certificações: 
  • Rollout:1999
  • 1ª Entrega:07/2002 - SIVAM
  • 1º Cliente: 
  • Outros clientes:
  • Outras referências:
  • Evolução: 
  • Final de Produção: 

Três Vistas

emb_145rs.gif

Especificações

DIMENSÕES
Comprimento    
Altura    
Envergadura    
PERFORMANCE
Velocidade Max. de Cruzeiro    
Alcance    
Distância de Decolagem ( peso max., mível do mar, ISA )    
Distancia de Pouso ( nível do mar, ISA )    
Grupo Motopropulsor    
Capacidade de tanque de produtos (hooper)