Unidades Embraer

Presença global

  • A Embraer reuniu as melhores condições tecnológicas e financeiras, além de todos os recursos de produção,
    vendas e serviços. A Empresa conta com unidades operacionais em diversos locais do mundo.

  • Brasil

    Faria Lima

    • Embraer S.A.
    • Avenida Brigadeiro Faria L​ima, 2170
    • São José dos Campos, São Paulo
    • 12227-901 Brasil
    • Tel: +55 12 3927 1000
    • Fax: +55 12 3927 6600 Ext. 1448
    • Faria Lima
    • Faria Lima
    • Faria Lima

    A história da unidade Faria Lima, em São José dos Campos, SP, confunde-se com a história da criação da Embraer. A empresa iniciou suas atividades em 2 de janeiro de 1970, quando começaram a ser construídos os prédios administrativos e operacionais numa área ao lado do campus do então Centro Técnico de Aeronáutica (CTA), hoje Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA). O prédio-sede principal, localizado à Av. Brigadeiro Faria Lima, ganhou o número 2170 em alusão àquela data.

    Para viabilizar a fabricação das primeiras aeronaves, foram providenciados hangares e outras edificações junto à pista de pouso onde hoje se localiza o Aeroporto de São José dos Campos. Um dos primeiros hangares construídos foi o F-20, com o objetivo de abrigar o então Departamento de Tecnologia (DTE). Em seguida, foi erguido o F-30, destinado à montagem final, com três linhas paralelas: a do Bandeirante, a do Xavante, que ficava no meio, e a do Ipanema.

    Como sede principal da Embraer, a unidade Faria Lima é responsável pelos projetos, fabricação e suporte pós-venda de aeronaves para os mercados de aviação comercial, executiva e de defesa, além de concentrar vários setores administrativos.

    Brasil

    Eugênio de Melo

    • Embraer - Eugênio de Melo
    • Rodovia Presidente Dutra, km 134
    • Distrito Eugênio de Melo, São Paulo
    • 12247-820 Brasil
    • Tel: +55 12 3927 1000
    • Eugênio de Melo - EGM
    • Eugênio de Melo - EGM
    • Eugênio de Melo - EGM

    A unidade Eugênio de Melo fica no distrito de mesmo nome, em São José dos Campos, SP. Foi criada em 2000, a partir da aquisição pela Embraer de uma antiga fábrica desativada. As instalações foram recuperadas em tempo recorde e a unidade entrou em operação em janeiro de 2001.

    Com foco em atividades de desenvolvimento e fabricação de ferramental, a unidade constrói sistemas de tubulação, solda e serralheria, além de grandes cablagens (montagem de chicotes elétricos).

    A unidade também abriga áreas de engenharia para o desenvolvimento de aeronaves, as atividades de treinamento e desenvolvimento de empregados e o Programa de Especialização em Engenharia (PEE), que tem como objetivo preparar engenheiros recém-formados em várias disciplinas para atuarem no segmento aeronáutico.

     

    Brasil

    Gavião Peixoto

    • Embraer - Gavião Peixoto
    • Estrada Municipal Euclides Martins, 2170
    • Gavião Peixoto, São Paulo
    • 14813-000 Brasil
    • Tel: +55 16 3338 9000
    • Fax: +55 16 3338 9001
    • Gavião Peixoto - GPX
    • Gavião Peixoto - GPX
    • Gavião Peixoto - GPX

    Localizada no município de Gavião Peixoto, na região de Araraquara, SP, a unidade foi implantada em outubro de 2001, com o objetivo de sediar as atividades industriais das aeronaves dos mercados de defesa e de aviação comercial, e de ensaios em vôo.

    Esses ensaios são realizados numa pista de decolagem com cinco mil metros de comprimento e 95 metros de largura, a maior da América Latina. Antes de sua construção, vários testes só podiam ser realizados no exterior.

    Em 2003 foram inauguradas na unidade as instalações industriais destinadas a sediar as atividades de produção das asas completas (estrutura e sistemas) para aeronaves da família EMBRAER 190.

    Desde 2008 a Unidade Gavião Peixoto é responsável pela montagem final dos jatos Phenom, preparando a linha de montagem para suportar a cadência necessária de produção das aeronaves. A planta também responde pela montagem das asas dos jatos EMBRAER 190 e EMBRAER 195, montagem dos aviões Super Tucano e, mais recentemente, pela modernização dos aviões de caça F-5 da Força Aérea Brasileira (FAB).

    Além disso, a unidade possui um Centro de Serviços para dar suporte aos modelos que voam no Brasil e uma área de produção dos móveis para os jatos executivos Phenom 100, Phenom 300, Legacy 600 e Legacy 650.

    Brasil

    Botucatu

    • Indústria Aeronáutica Neiva
    • Av. Alcides Cagliari, 2281
    • Botucatu, São Paulo
    • 18606-855 Brasil
    • Tel: +55 14 3811 2000
    • Fax: +55 14 3811 1936
    • Botucatu - BOT
    • Botucatu - BOT
    • Botucatu - BOT

    A Unidade Botucatu surgiu da incorporação da Indústria Aeronáutica Neiva, em 1980. Fundada em 1954, no Rio de Janeiro, a Neiva foi instalada na cidade de Botucatu dois anos depois, onde produziu os primeiros planadores nacionais. A empresa destacou-se também no projeto e fabricação de aeronaves leves para treinamento primário e modelos militares, até que, em 1975, foi subcontratada pela Embraer para montar a linha Embraer-Piper. Em 1980 a Neiva passou a ser subsidiária integral da Embraer, embora fosse operada como empresa independente até 2006.

    A Unidade Botucatu é responsável pela realização das seguintes atividades: produção, peças de reposição e pós-venda do avião Ipanema, fabricação de peças e estruturas para jatos da família EMBRAER 170/190, Phenom 100/300, montagem da fuselagem e subconjuntos do Super Tucano, partes do Legacy 450/500/650, fabricação de peças de reposição para aviões da Embraer com produção descontinuada e GSE´s.
    A partir de 2013 será responsável pela fabricação de conjuntos e peças da aeronave militar KC-390. 

    Brasil

    Taubaté

    • Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro, 333
    • Taubaté, São Paulo
    • 12042-000 Brasil
    • Taubaté - TTE
    • Taubaté - TTE
    • Taubaté - TTE

    Com a expansão industrial da Embraer ao longo da primeira década do século XXI, tornou-se necessário proporcionar maior agilidade no atendimento e otimização das atividades, integrando cada vez mais a logística às operações industriais. Isso impulsionou a decisão de se criar um único Centro de Distribuição e Logística para concentrar as atividades de recebimento, inspeção de qualidade, armazenagem e distribuição de matérias-primas, peças e estruturas para a produção aeronáutica que atendesse as unidades da Embraer.

    Para viabilizá-lo, a Empresa adquiriu uma área de cerca de 380 mil metros quadrados, com cerca de 40 mil metros quadrados de área construída, na cidade de Taubaté, próxima a São José dos Campos. A opção deveu-se à dimensão, ao layout da área industrial, ao bom estado de conservação dos prédios, construídos em 2005 e, sobretudo, à excelente localização. A área pode ser acessada por quatro rodovias (entre elas, a Via Dutra, que liga São Paulo ao Rio de Janeiro, as duas mais importantes cidades do País) e também pela via férrea, favorecendo a possível utilização futura desse modal.

    A Unidade Taubaté começou a operar em 10 de julho de 2008. Em agosto de 2010 foi concluída a transferência das atividades de corte de matéria-prima, até então realizada na Unidade Faria Lima, sede da Empresa em São José dos Campos. Com isso, atividades industriais também foram agregadas à unidade. Desde então, a Unidade Taubaté responde por operações logísticas, pelo corte de matéria-prima, por atividades de planejamento e pela programação, execução e abastecimento de matérias-primas cortadas, atendendo não apenas às unidades da Embraer, mas toda a cadeia de subcontratos.

     

    Brasil

    São José dos Campos

    • ELEB Equipamento LTDA
    • Rua Itabaiana, 40
    • São José dos Campos, São Paulo
    • 12237-540 Brasil
    • Fone: +55 12 3935 5211
    • Fax: +55 12 3935 5284
    • Embraer Liebherr Equipamentos do Brasil S.A - ELEB
    • Embraer Liebherr Equipamentos do Brasil S.A - ELEB
    • Embraer Liebherr Equipamentos do Brasil S.A - ELEB

    A origem da ELEB Equipamentos Ltda. remonta aos anos de 1970, quando o Brasil e a Itália decidiram desenvolver em conjunto um novo programa militar – o caça bombardeiro tático AMX. O programa incluía a transferência de know-how associado à tecnologia de desenvolvimento e à produção no Brasil de sistemas de trem de pouso e componentes hidráulicos para a indústria aeronáutica. Coube à Embraer trazer este tipo de tecnologia para o País, o que resultou na criação da Embraer Divisão Equipamentos (EDE), em 1984.

    Em 1999, a Divisão transformou-se em empresa, a partir da formação de uma joint venture entre a Embraer e a empresa européia Liebherr Aerospace SAS, sendo denominada Embraer Liebherr Equipamentos do Brasil S.A. (ELEB). Com 60% do controle acionário detido pela Embraer, e 40% pela Liebherr 40%, a ELEB incorporou a maior parte dos ativos da EDE e recebeu grandes investimentos, passando a integrar diversos novos negócios no mercado internacional e a conquistar importantes clientes nos EUA, Europa e Ásia.

    A partir de negociações iniciadas em dezembro de 2007, a Embraer adquiriu os 40% do capital pertencentes à Liebherr Aerospace em julho de 2008, passando a deter a totalidade das ações de emissão da ELEB. As atividades operacionais permaneceram inalteradas e a razão social da empresa foi alterada para ELEB Equipamentos Ltda., de modo a refletir a nova estrutura societária.

    Localizada em São José dos Campos (SP), a ELEB Equipamentos Ltda tem foco na área aeroespacial, produzindo trens de pouso e componentes hidráulicos e eletromecânicos, como atuadores, válvulas, acumuladores e pilones. A empresa domina o ciclo completo do produto, desde sua concepção e desenvolvimento, incluindo execução de testes, certificação e manufatura, até o suporte pós-venda. Seu mercado abrange os segmentos de aviação comercial de médio porte, helicópteros, aviação executiva e aviação de defesa. A empresa conta com um Centro de Serviços, capacitado para oferecer serviços de Manutenção, Reparo e Revisão (Maintenance, Repair and Overhaul – MRO) para trens de pouso, servos comando, atuadores, pilones, dentre outros componentes hidráulicos e eletromecânicos.

     

    China

    Beijng

    • Suite 1806, Tower 2, China Central Place
    • Office Building - No. 79 Jianguo Road
    • Beijing
    • China 10025
    • Fone: +86 10 6598 9988
    • Fax: +86 10 6598 9986
    • Beijing - BJS
     
     
     

    Resultado da parceria entre a Embraer, o governo e os clientes chineses, o escritório em Beijing foi inaugurado em maio de 2000. A partir daí, essa parceria intensificou-se, com destaque para a construção de um Centro de Distribuição de Peças de Reposição no Aeroporto Internacional de Beijing, inaugurado em março de 2002.

    No dia em que a Embraer comemorava o sétimo aniversário do início das operações naquele país, foram inauguradas novas instalações no China Central Place Office Building, na nova região do Central Business District, ao leste do centro da capital do país.

     

    China

    Harbin

    • Harbin Embraer Aircraft Industry
    • 15 Youxie St.,
    • Pingfang, Harbin
    • 150066 P.R.China
    • Harbin Embraer Aircraft Industry - HEAI
    • Harbin Embraer Aircraft Industry - HEAI
    • Harbin Embraer Aircraft Industry - HEAI

    Fundada em dezembro de 2002, a Harbin Embraer Aircraft Industry (HEAI), localizada em Harbin, capital da província de Heilongjiang, é resultado de uma joint venture entre a Embraer e as empresas Harbin Aircraft Industry Group Co. Ltd. e Hafei Aviation Industry Co., controladas pela China Aviation Industry Corporation II (AVIC II).

    A HEAI consagrou-se como o primeiro empreendimento industrial da Embraer fora do Brasil, com o objetivo de produzir, montar e coordenar as operações de venda e suporte pós-venda dos aviões da família ERJ 145.

    Os resultados deste encontro não poderiam ser melhores. Além do fato da milésima aeronave ERJ 145 ter sido produzida pela HEAI e entregue a um cliente chinês, a Embraer alcançou, em 2009, 52% de participação no mercado para aeronaves de até 120 assentos.

     

    EUA

    Fort Lauderdale

    • Embraer Aircraft Holding, Inc.
    • 276 S.W. 34th Street
    • Fort Lauderdale, Flórida
    • 33315 Estados Unidos
    • Tel: +1 954 359 3700
    • Fort Lauderdale - FLL
    • Fort Lauderdale - FLL
    • Fort Lauderdale - FLL

    Em outubro de 1979 a Embraer Aircraft Company (EAC) iniciou as atividades em um escritório da Aero Industries, na cidade de Dania, na Flórida, com o objetivo de dar suporte à crescente frota do EMB 110 Bandeirante nos Estados Unidos.

    Em 1981, a EAC foi transferida para um endereço não muito distante do original, em Fort Lauderdale, junto ao Aeroporto Internacional de Fort Lauderdale-Hollywood, visando concentrar as atividades de vendas na América do Norte e proporcionar apoio técnico a novos clientes na região.

    Além de ser responsável pela comercialização de aeronaves, a unidade de Fort Lauderdale promove o treinamento de pilotos e mecânicos, fornece peças de reposição e presta assistência técnica, a partir de um moderno sistema de processamento de dados. Em outubro de 2008, a Embraer inaugurou no mesmo local um Centro de Manutenção, Reparo e Revisão (Maintenance, Repair and Overhaul – MRO), para atendimento aos jatos da aviação executiva.

    EUA

    Nashville

    • Embraer Aircraft Maintenance Services
    • 10 Airways Blvd.
    • Nashville, Tennessee
    • 37217 Estados Unidos
    • Tel: +1 615 367 2100
    • Fax: +1 615 367 4327
    • Nashville – BNA
    • Nashville – BNA
    • Nashville – BNA

    Localizada no estado norte-americano do Tennessee, a unidade surgiu a partir da aquisição da Reliance Aerotech Inc., estrutura operacional da Celsius Aerotech Inc., pela Embraer Aircraft Maintenance Services (EAMS), em março de 2002.

    A unidade é responsável pela manutenção e reforma de interiores de aeronaves, pelo reparo de componentes e revisão geral, sobretudo para o mercado norte-americano. Em 2005, as instalações foram ampliadas para atender à crescente demanda por serviços completos de manutenção de aeronaves naquele país, principalmente da nova família de jatos EMBRAER 170/190.

    EUA

    Mesa

    • Embraer Executive Jet Services
    • 5643 S. Avery Circle
    • Mesa, AZ 85212
    • Mesa
    • Mesa
    • Mesa

    Em setembro de 2008 a Embraer inaugurou um novo Centro de Manutenção, Reparo e Revisão (Maintenance, Repair and Overhaul – MRO) para jatos executivos no Aeroporto Phoenix-Mesa Gateway, na cidade de Mesa, Estado do Arizona, nos Estados Unidos.

    A unidade executa serviços para os jatos executivos Phenom 100, Phenom 300, Legacy 600 e Legacy 650.

    EUA

    Windsor Locks

    • Embraer Executive Jet Services
    • 41 Perimeter Road
    • Windsor Locks, CT 06096
    • Mesa
     
     
     

    A frota de jatos executivos Phenom 100, Phenom 300, Legacy 600 e Legacy 650 da Embraer nos EUA tem uma terceira opção de centro de manutenção próprio da Empresa, localizado no Aeroporto Internacional de Bradley, em Windsor Locks, no Estado de Connecticut, o centro de serviços da Companhia, foi inaugurado em outubro de 2008.

    O centro de serviços de Connecticut funcionava como uma instalação de serviços para resgate de aeronaves incapacitadas para vôo (Aircraft On Ground – AOG), desde a sua abertura, em 2008. A partir fevereiro de 2011, ampliou suas atividades, oferecendo também serviços completos de manutenção para a crescente frota de jatos executivos da Embraer no Nordeste do país.

    O centro de MRO no Aeroporto Internacional de Bradley fornece serviços completos para aeronaves, incluindo inspeções de rotina, manutenção programada e não programada, e reparos de estrutura, motor, aviônicos e em outros sistemas, assistência 24/7, equipes móveis de resgate AOG, e um inventário de peças de consumo e reparos.

    EUA

    Melbourne

    • 1205 General Aviation Drive
    • Melbourne, Flórida
    • 32901 Estados Unidos
    • Melbourne
    • Melbourne
    • Melbourne

    A Embraer inaugurou em fevereiro de 2011 sua primeira planta nos Estados Unidos dedicada à montagem final de aeronaves, localizada no Aeroporto Internacional de Melbourne, em Melbourne, na Flórida. Os novos hangares de sete mil e quinhentos metros quadrados e a cabine de pintura são dedicados aos negócios de jatos executivos, e iniciaram suas operações com a produção do Phenom 100. Quando a capacidade total da Unidade for atingida, poderão ser produzidos até oito jatos Phenom por mês.

    Em maio de 2008, a Embraer anunciou Melbourne como local para a nova Unidade. Em dezembro daquele ano, a Empresa iniciou a primeira fase da construção – o hangar de produção e a cabine de pintura.

    A segunda fase de construção da Unidade, que inclui um Customer Center, foi finalizada com sucesso. Nesta nova instalação, os clientes definem o desenho do interior dos jatos executivos com a utilização de tecnologia de 3D de última geração, apoiado por um showroom com uma grande variedade de materiais de finalização de interiores.

    França

    Villepinte

    • Bat. Eddington Paris Nord II 33, Rue des Vanesses
    • BP 57391 Villepinte
    • Tel: +33 (0) 1 4938 4400
    • Fax: +33 (0) 1 4938 4401
    • Villepinte
    • Villepinte
    • Villepinte

    Visando o melhor atendimento ao crescente mercado europeu, em 2001 a Embraer instalou em Villepinte, nas proximidades do Aeroporto de Paris – Charles de Gaulle, a unidade que em 2006 passaria a ser a sede oficial da empresa no continente.

    A unidade tem foco nas áreas de suporte ao cliente, administração, tecnologia da informação, além de comercializar aviões e peças de reposição às frotas de aviação comercial, executiva e de defesa da Empresa, tanto da Europa, como do Oriente Médio e África.

    França

    Le Bourget

    • Embraer Aviation International
    • Aéroport du Bourget
    • Zone d'Aviation d'Affaires - BP74
    • Le Bourget Cedex
    • 93352 França
    • Le Bourget
    • Le Bourget
    • Le Bourget

    A Embraer Aviation International (EAI), sediada em Le Bourget, Paris, foi inaugurada em maio de 1983, com o objetivo de concentrar atividades de vendas e prover apoio técnico aos novos clientes da Embraer na Europa, Oriente Médio e África.

    Entre suas primeiras responsabilidades, teve destaque o suporte à frota de mais de 50 aeronaves turbo-hélices bimotor EMB 121 Xingu adquiridas pela Marinha (Marine Nationale) e a Força Aérea (Armée de l’Air) francesas, com a primeira entrega realizada em 1982. Também ganhou importância diante do expressivo aumento do número de turbo-hélices regionais EMB 120 Brasilia em operação na Europa a partir de 1986. Posteriormente, esta atividade foi transferida para a unidade Villepinte.

    Com a presença sempre crescente da Embraer na região, em 2008 começou a operar na unidade um novo Centro de Serviços dedicado exclusivamente à frota de jatos executivos, expandindo suas ações para Rússia, Reino Unido e Leste Europeu.

    Portugal

    Alverca

    • OGMA - Industria Aeronáutica de Portugal S.A.
    • 2615 – 173
    • Alverca, Portugal
    • Tel: +351 21 957 1000 / 21 957 9000
    • Fax: + 351 21 958 1288 / 21 958 0401
    • Alverca
    • Alverca
    • Alverca

    A história das OGMA remonta à reorganização do Serviço Aeronáutico Militar Português e à criação do Parque de Material Aeronáutico, em julho de 1918, centrado na manufatura sob licença de aviões e motores para a aviação militar. A partir de 1928, essa estrutura passou a ser designada Oficinas Gerais de Material Aeronáutico (OGMA). Com o surgimento da Força Aérea Portuguesa (FAP) em 1952, a OGMA atravessou um período de grande desenvolvimento e modernização. Porém, nos anos de 1970, houve sensível diminuição de suas atividades e a OGMA passou então a dedicar-se essencialmente à manutenção de aviões, motores e componentes. Em 1994, seu estatuto de Estabelecimento das Forças Armadas, integrado na Força Aérea, foi alterado para Sociedade Anônima de Capitais, exclusivamente pública, tutelada pelo Ministério da Defesa.

    A partir daí, a OGMA - Indústria Aeronáutica de Portugal S.A. consagrou-se como importante empresa de manutenção de aeronaves. Localizada na cidade de Alverca, a empresa possuía 100% de seu capital sob o controle do governo português até 2004, quando foi aberto um processo de privatização de 65% do capital, tendo sido declarado como vencedor o consórcio formado pela Embraer e a European Defense and Space Company (EADS). Foi criada, então, a Airholding SGPS, S.A. controlada pela Embraer com participação acionária de 70%, cabendo à EADS os 30% restantes do capital. Dessa forma, a Embraer detém o controle executivo da OGMA.

    Em julho de 2006, foi concluída a construção de um hangar totalmente dedicado à manutenção, reparo e revisão dos jatos executivos. A área foi completamente reformada, ganhando novas oficinas e salas de recepção adequadas aos exigentes clientes da aviação executiva e tripulações.

    Suas principais atividades são manutenção, reparo, revisão geral, modernização, modificação e integração de aeronaves, motores, aviônicos e acessórios. Também responde pela fabricação e montagem de componentes e estruturas de aeronaves, em metal ou em material composto.

    Portugal

    Évora

    • Praça de Sertorio s/nr
    • Gabinete de Apoio da Presidencia
    • Évora, Lisboa
    • 7004-506 Portugal
    • Évora
    • Évora
    • Évora

    Em 2008 a Embraer anunciou a implantação de duas novas instalações em Portugal, sediadas na cidade de Évora, ao sul de Lisboa, e dedicadas, respectivamente, à fabricação de estruturas metálicas usinadas e de conjuntos em materiais compostos. Inauguradas no dia 21 de setembro de 2012, as duas unidades desenvolvem atividades voltadas para a fabricação de estruturas de fuselagem e componentes complexos em suas áreas de capacidade específicas: materiais metálicos e materiais compósitos.

    A localização dos centros de excelência na cidade de Évora resultou de criteriosa avaliação que incluiu diversos fatores, como o potencial acesso à mão-de-obra qualificada, infra-estrutura logística e a existência do Parque da Indústria Aeronáutica, localizado próximo ao aeroporto municipal.

    Singapura

    Singapura

    • 391B Orchard Road, #24-02
    • Ngee Ann City - Tower B
    • 38874 Singapura
    • Tel: +65 6734 4321
    • Fax: +65 6734 8255
    • Singapura - SIN
     
     
     

    O escritório da Embraer em Singapura, localidade considerada um dos principais centros de distribuição de voos da Ásia e do Pacífico, foi estabelecido em dezembro de 2000. No final de 2006 foi criada a Embraer Ásia e Pacifico (EAP) e, no ano seguinte, a Empresa inaugurou um centro de distribuição regional para operações de peças de reposição round-the-clock da Embraer e serviços de manutenção, reparo e estoque para clientes de aeronaves comerciais da Embraer na região.

    Ainda em 2007, foi criado um centro de treinamento de classe mundial para os E-Jets, localizado no aeroporto de Changi, nas dependências da Alteon Boeing. O centro possuía um simulador de voo Nível D, sendo um centro de excelência no treinamento baseado em computador para clientes da região. Em junho de 2010 o simulador foi vendido para a empresa Flight Safety.

    Em 2010, todo o suporte logístico e de peças para as aeronaves comerciais da Embraer na região, bem como para jatos executivos, passou a ser gerenciado pelo centro de distribuição regional em Singapura.


​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​